All Coptic Links - Coptic Directory - Orthodox Church Directory The Agbeya - The Coptic Book of Prayers (English Agbiya + Arabic Agpeya) English Bible + Holy Bible in other languages - Arabic, French, Ethiopian Amharic Holy Bible, ArabicBible, Enjeel Saint Takla dot org - Main page - English Photo and Image Gallery: Jesus - Mary - Saints - St. Takla - Church - Priests - Bible - Activities - pictures and Icons.. Download and listen to Hymns - Carols - Midnight Praise (Tasbeha) - Midis - Videos - Liturgies - Masses - Sermons - Online Streaming St-Takla.org   Coptic Church Website Logo of Saint Takla Haymanot the Ethiopian Website - Alexandria - Egypt - موقع الأنبا تكلا هيمانوت FAQ - Frequently Asked Questions and Answers - Coptic and Christan Q&A - Faith, Creed, Site, Youth, Family, Holy Bible Contact Us - Address - Map - Online Support Send a free Christian and Coptic Greeting Cards to your friends موقع الكنيسة القبطية باللغة العربية - الموقع العربي StTaklaorg Site News and Updates Downloads.. Winamp Skins - Coptic fonts - Agbeya - Software - Freeware - Icons - Gallery - Mp3s Feedback - Submit URL - ideas - Suggestions.. Kids' Corner - Coloring - Songs - Games - Stories Free Coptic Books - Christian Arabic Books, Orthodox English Books  

Portuguese Bible - BÍBLIA ON-LINE - Novo Testamento

Hebreus

 

[Hebreus 1]Hebreus 1

INTRODUÇÃO: O MISTÉRIO DE CRISTO
1. Nos tempos antigos, muitas vezes e de muitos modos Deus falou aos antepassados por meio dos profetas.
2. No período final em que estamos, falou a nós por meio do Filho. Deus o constituiu herdeiro de todas as coisas e, por meio dele, também criou os mundos.
3. O Filho é a irradiação da sua glória e nele Deus se expressou tal como é em si mesmo. O Filho, por sua palavra poderosa, é aquele que mantém o universo. Depois de realizar a purificação dos pecados, sentou-se à direita da Majestade de Deus nas alturas.
4. Ele está acima dos anjos, da mesma forma que herdou um nome muito superior ao deles.

JESUS CRISTO ESTÁ ACIMA DOS ANJOS

JESUS É O FILHO, OS ANJOS SÃO MINISTROS
5. De fato, a qual dos anjos Deus disse alguma vez: "Você é o meu Filho, eu hoje o gerei?" Ou ainda: "Eu serei seu Pai, e ele será meu Filho?"
6. E de novo, quando introduz seu Filho primogênito no mundo, ele diz: "Que todos os anjos o adorem."
7. Por outro lado, a respeito dos anjos Deus diz: "É ele que faz seus anjos como ventos, e seus ministros como chamas de fogo."
8. Sobre o Filho, porém, afirma: "O teu trono, ó Deus, permanece para sempre, e o cetro da retidão é o cetro do teu reino.
9. Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade. Por isso, Deus, o teu Deus te ungiu com perfume de festa, preferindo-te aos teus companheiros."
10. E ainda: "Tu, Senhor, nas origens fundaste a terra, e os céus são obra de tuas mãos.
11. Eles desaparecerão, mas tu permaneces; envelhecerão todos como veste,
12. e tu os dobrarás como a um manto, e serão como veste que se muda; mas tu permanecerás o mesmo, e teus anos jamais terminarão."
13. A qual dos anjos Deus disse alguma vez: "Sente-se à minha direita, até que eu coloque seus inimigos como estrado para seus pés?"
14. Não são todos eles espíritos encarregados para um serviço, enviados para servir àqueles que deverão herdar a salvação?

[Hebreus 2]
Hebreus 2

O PERIGO DA NEGLIGÊNCIA
1. Por isso, devemos levar mais a sério a mensagem que ouvimos, se não quisermos perder o rumo.
2. De fato, se a palavra transmitida por meio dos anjos se mostrou válida, e toda transgressão e desobediência recebeu um justo castigo,
3. como poderemos nós escapar do castigo, se não dermos atenção a uma salvação tão grande? De fato, depois de ter sido promulgada no início pelo Senhor, essa mesma salvação foi confirmada no meio de nós por aqueles que a tinham ouvido;
4. e Deus apoiava o testemunho deles, mediante sinais, prodígios e milagres de todo tipo e dons do Espírito Santo, distribuídos conforme a sua própria vontade.

JESUS, IRMÃO SOLIDÁRIO DOS HOMENS
5. Não foi a anjos que Deus submeteu o mundo futuro, do qual estamos falando.
6. Alguém atestou numa passagem da Escritura: "O que é o homem para dele te lembrares, ou o ser humano para que dele cuides?
7. Tu o fizeste pouco menor do que os anjos; de glória e honra o coroaste,
8. e puseste todas as coisas sob seus pés." Submetendo todas as coisas ao homem, Deus não deixou nada que não estivesse submetido ao homem. Agora, ainda não vemos que tudo esteja submetido ao homem.
9. Mas aquele Jesus, que foi feito pouco menor do que os anjos, nós o vemos agora coroado de glória e honra, por causa da morte que sofreu. Desse modo, pela graça de Deus, ele experimentou a morte em favor de todos.
10. De fato, Deus, por quem e para quem todas as coisas existem, queria conduzir para a glória um grande número de filhos. Em vista disso, pareceu-lhe conveniente levar à consumação, por meio do sofrimento, o Iniciador da salvação de todos eles.
11. Pois, tanto aquele que santifica, como aqueles que são santificados, todos têm a mesma origem. Por isso, ele não se envergonha de chamá-los irmãos,
12. dizendo: "Anunciarei o teu nome aos meus irmãos, e no meio da assembléia cantarei os teus louvores".
13. E ainda: "Nele depositarei a minha confiança." E também: "Eis-me aqui, junto com os filhos que Deus me deu."
14. Uma vez que os filhos têm todos em comum a carne e o sangue, Jesus também assumiu uma carne como a deles. Assim pôde, por sua própria morte, tirar o poder do diabo, que reina por meio da morte.
15. Desse modo, Jesus libertou os homens que ficavam paralisados a vida inteira por medo da morte.
16. Ele não veio para ajudar os anjos, e sim para ajudar a descendência de Abraão.
17. Por isso, teve que ser semelhante em tudo a seus irmãos, para se tornar sumo sacerdote misericordioso e fiel em relação às coisas de Deus, a fim de expiar os pecados do povo.
18. De fato, justamente porque foi colocado à prova e porque sofreu pessoalmente, ele é capaz de vir em auxílio daqueles que estão sendo provados.

[Hebreus 3]
Hebreus 3
JESUS, SUMO SACERDOTE FIEL E MISERICORDIOSO

JESUS É FIEL A DEUS
1. Por isso, irmãos santos, vocês participam de um chamado que vem do céu; por isso, fixem bem a mente em Jesus, o apóstolo e sumo sacerdote da fé que nós professamos.
2. Ele foi fiel a Deus, que lhe confiou esse cargo, como também Moisés estava encarregado de toda a casa de Deus.
3. Na verdade, a glória que corresponde a Jesus é muito maior que a glória de Moisés, pois não há comparação entre a casa e aquele que a constrói.
4. Cada casa tem o seu construtor; mas é Deus quem constrói tudo.
5. Sabemos que Moisés foi fiel em tudo o que se refere à casa de Deus, mas agiu como servidor, para testemunhar aquilo que devia ser anunciado mais tarde.
6. Mas o caso de Cristo é diferente: ele veio como filho, e a ele pertence a casa. E a casa de Cristo somos nós, se conservamos a firmeza da esperança, que é o nosso orgulho.

FIDELIDADE E FÉ EM JESUS
7. Por isso, escutemos o que diz o Espírito Santo: "Hoje, se vocês ouvem a voz dele,
8. não fiquem de coração endurecido como no dia da revolta, no dia da tentação no deserto.
9. Ali os pais de vocês me tentaram, pondo-me à prova,
10. embora já tivessem visto as minhas obras durante quarenta anos. Por isso, aquela geração me desgostou, e eu disse: 'Eles têm sempre o coração transviado, não conheceram os meus caminhos.
11. Por isso, eu jurei na minha ira: Jamais entrarão no meu descanso.' "
12. Portanto, irmãos, tenham cuidado para que não haja entre vocês nenhum homem de coração perverso e sem fé, que se afaste do Deus vivo.
13. Animem-se uns aos outros a cada dia, enquanto dura a proclamação desse

hoje, a fim de que ninguém de vocês se endureça, enganado pelo pecado.
14. De fato, nós nos tornamos participantes de Cristo, contanto que mantenhamos firme até o fim a confiança que tivemos desde o início.
15. Quando se diz: "Hoje, se vocês ouvem a voz dele, não fiquem de coração endurecido como no dia da revolta",
16. quais foram aqueles que se revoltaram depois de ter ouvido a sua voz? Não foram todos aqueles que tinham saído do Egito graças a Moisés?
17. E quais foram aqueles de quem Deus se desgostou por quarenta anos? Não foram aqueles que tinham pecado, e cujos cadáveres caíram no deserto?
18. E para quem foi que Deus jurou que não entrariam no seu descanso? Para aqueles que não tinham acreditado.
19. Vemos assim que eles não puderam entrar aí, por causa da sua falta de fé.

[Hebreus 4]
Hebreus 4

1. Por isso, tenhamos cuidado enquanto nos é oferecida a oportunidade para entrar no descanso de Deus. Não aconteça que alguém de vocês fique para trás!
2. Nós também recebemos como eles uma boa notícia. Mas a mensagem que eles ouviram, de nada lhes adiantou, pois não permaneceram unidos na fé com aqueles que tinham ouvido.
3. Nós, porque acreditamos, podemos entrar nesse descanso, conforme Deus disse: "Por isso, eu jurei na minha ira: jamais entrarão no meu descanso". Aqui se trata do descanso de Deus, depois que realizou as suas obras no princípio do mundo.
4. Em algum lugar, a Escritura diz a respeito do sétimo dia: "E no sétimo dia Deus descansou de todas as suas obras".
5. E, de novo, em nosso texto: "Jamais entrarão no meu descanso".
6. Sabemos, portanto, que alguns entrarão no descanso. E os que receberam em primeiro lugar a boa notícia não entraram por causa da desobediência deles.
7. Por isso, Deus fixa novamente um dia que ele chama

hoje, dizendo por meio de Davi, depois de muito tempo, o que lembramos mais acima: "Hoje, se vocês ouvem a voz dele, não fiquem de coração endurecido."
8. Se Josué os tivesse de fato introduzido nesse descanso, Deus não teria falado novamente de outro dia.
9. Portanto, ainda está reservado um descanso sabático para o povo de Deus.
10. Quem de fato já entrou no descanso de Deus, descansa de todas as suas obras, assim como Deus descansa das suas.
11. Apressemo-nos, pois, para entrar nesse descanso, para que ninguém caia no mesmo tipo de desobediência.
12. A palavra de Deus é viva, eficaz e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes; ela penetra até o ponto onde a alma e o espírito se encontram, e até onde as juntas e medulas se tocam; ela sonda os sentimentos e pensamentos mais íntimos.
13. Não existe criatura que possa esconder-se de Deus; tudo fica nu e descoberto aos olhos dele; e a ele devemos prestar contas.
14. Nós temos um sumo sacerdote eminente, que atravessou os céus: Jesus, o Filho de Deus. Por isso, mantenhamos firme a fé que professamos.

JESUS É MISERICORDIOSO COM OS HOMENS
15. De fato, não temos um sumo sacerdote incapaz de se compadecer de nossas fraquezas, pois ele mesmo foi provado como nós, em todas as coisas, menos no pecado.
16. Portanto, aproximemo-nos do trono da graça com plena confiança, a fim de alcançarmos misericórdia, encontrarmos graça e sermos ajudados no momento oportuno.

[Hebreus 5]
Hebreus 5

1. Todo sumo sacerdote, escolhido entre os homens, é constituído para o bem dos homens nas coisas que se referem a Deus. Sua função é oferecer dons e sacrifícios pelos pecados.
2. Desse modo, ele é capaz de sentir justa compaixão por aqueles que ignoram e erram, porque também ele próprio está cercado de fraqueza;
3. e, por causa disso, ele deve oferecer sacrifícios, tanto pelos próprios pecados como pelos pecados do povo.
4. Ninguém pode atribuir a si mesmo essa honra, se não for chamado por Deus, como o foi Aarão.
5. Da mesma forma, Cristo não atribuiu a si mesmo a glória de ser sumo sacerdote; esta lhe foi conferida por aquele que lhe disse: "Você é o meu Filho, eu hoje o gerei."
6. E, noutra passagem da Escritura, ele diz: "Você é sacerdote para sempre, segundo a ordem do sacerdócio de Melquisedec."
7. Durante a sua vida na terra, Cristo fez orações e súplicas a Deus, em alta voz e com lágrimas, ao Deus que o podia salvar da morte. E Deus o escutou, porque ele foi submisso.
8. Embora sendo Filho de Deus, aprendeu a ser obediente através de seus sofrimentos.
9. E, depois de perfeito, tornou-se a fonte da salvação eterna para todos aqueles que lhe obedecem.
10. De fato, ele foi proclamado por Deus sumo sacerdote, segundo a ordem do sacerdócio de Melquisedec.

VALOR INCOMPARÁVEL DO SACERDÓCIO DE CRISTO

APROFUNDAR A FÉ
11. Temos muito a dizer sobre este assunto, mas é difícil explicar, porque vocês se tornaram lentos para compreender.
12. Depois de tanto tempo, vocês já deviam ser mestres; no entanto, ainda estão precisando de alguém que lhes ensine as coisas mais elementares das palavras de Deus. Em vez de alimento sólido, vocês ainda estão precisando de leite.
13. Ora, quem precisa de leite ainda é criança, e não tem experiência para distinguir o certo do errado.
14. E o alimento sólido é para os adultos que, pela prática, estão preparados para distinguir o que é bom e o que é mau.

[Hebreus 6]
Hebreus 6

1. Assim, deixando de lado as instruções elementares sobre Cristo, vamos tratar de assuntos de adultos. Não trataremos de coisas elementares, tais como: conversão das obras mortas e fé em Deus,
2. doutrina dos batismos, imposição das mãos, ressurreição dos mortos e julgamento eterno.
3. E assim tentaremos fazer, se Deus quiser.
4. Há pessoas que foram iluminadas uma vez, saborearam o dom do céu, participaram do Espírito Santo
5. e experimentaram a boa palavra de Deus e as maravilhas do mundo futuro;
6. no entanto, caíram. É impossível que eles sejam renovados outra vez e sejam trazidos à conversão, pois crucificaram novamente o Filho de Deus e o expuseram a injúrias.
7. De fato, quando uma terra embebida de chuva abundante produz plantas úteis para quem a cultiva, essa terra tem a bênção de Deus.
8. Mas, se ela produz espinhos e ervas daninhas, não tem nenhum valor, está a um passo da maldição e acabará sendo queimada.
9. Mesmo que falemos desse modo, estamos certos de que vocês, caríssimos, estão do lado bom e da salvação.
10. Deus não é injusto para esquecer o trabalho de vocês e o amor que vocês demonstram pelo nome dele, já que vocês prestaram serviço aos santos e ainda estão servindo.
11. Gostaríamos somente que cada um de vocês demonstrasse o mesmo empenho em levar a esperança ao seu cumprimento até o fim,
12. para que vocês não sejam lentos na compreensão, mas imitadores daqueles que, com a fé e a perseverança, se tornam herdeiros das promessas.

ESPERANÇA NA PROMESSA DE DEUS
13. Quando Deus fez a promessa a Abraão, não podendo jurar por alguém superior a ele, jurou por si mesmo,
14. dizendo: "Eu concederei a você copiosas bênçãos e o multiplicarei em grande número."
15. Abraão perseverou e alcançou a promessa.
16. Na verdade, os homens juram por alguém superior a eles; assim, o juramento é uma garantia para eles e põe fim a qualquer discussão.
17. Por isso, querendo mostrar mais claramente aos herdeiros da promessa que a sua decisão era irrevogável, Deus interveio através de juramento.
18. E assim, dois atos irrevogáveis, nos quais é impossível Deus mentir, trazem poderoso encorajamento para nós que tudo deixamos para nos agarrar firmemente à esperança que nos foi oferecida.
19. A esperança é como âncora para a nossa vida. Ela é segura e firme, é penetrante até o outro lado da cortina do santuário,
20. onde Jesus entrou por nós como precursor, tendo-se tornado sumo sacerdote para sempre, segundo a ordem do sacerdócio de Melquisedec.

[Hebreus 7]
Hebreus 7
1. UM SUMO SACERDOTE NOVO

A FIGURA DE MELQUISEDEC
1. Melquisedec era rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo. Ele foi ao encontro de Abraão, quando este voltava vitorioso da batalha contra os reis. Ele abençoou Abraão,
2. e Abraão lhe deu a décima parte de tudo. Traduzido, o nome Melquisedec significa "rei de justiça"; além disso, ele é rei de Salém, isto é, "rei de paz".
3. Sem pai, sem mãe, sem genealogia, sem começo nem fim de vida como o Filho de Deus, Melquisedec permanece sacerdote para sempre.
4. Vejam como Melquisedec era grande: Abraão, o patriarca, lhe deu a décima parte daquilo que havia de melhor nos despojos.
5. Segundo a lei de Moisés, os descendentes de Levi, que se tornam sacerdotes, devem cobrar o dízimo do povo, isto é, dos seus irmãos, embora estes também sejam descendentes de Abraão.
6. Melquisedec, porém, que não era descendente de Levi, cobrou de Abraão a décima parte e abençoou aquele que havia recebido as promessas de Deus.
7. Ora, sem dúvida, quem é abençoado é inferior àquele que o abençoa.
8. Além disso, os filhos de Levi, que cobram o dízimo, são homens que morrem; lá, porém, o dízimo foi cobrado por uma pessoa, da qual se declara que está viva.
9. Por outro lado, podemos dizer que o próprio Levi, que recebe o dízimo, também entregou a sua décima parte na pessoa de Abraão.
10. De fato, Levi ainda se encontrava no corpo do seu antepassado, quando aconteceu o encontro com Melquisedec.

JESUS, SACERDOTE À MANEIRA DE MELQUISEDEC
11. A perfeição não chegou com os sacerdotes filhos de Levi, embora se baseasse neles a lei dada ao povo judaico. Caso contrário, que necessidade havia de se apresentar outro sacerdote? E por que se diz que ele seria sacerdote segundo a ordem do sacerdócio de Melquisedec, em vez de dizer: segundo a ordem do sacerdócio de Aarão?
12. Portanto, existe mudança de sacerdócio, e isso supõe que também haja mudança de lei.
13. Ora, a pessoa da qual se dizem essas coisas é de uma tribo diferente, da qual nenhum membro jamais esteve a serviço do altar.
14. De fato, sabe-se que nosso Senhor é descendente da tribo de Judá, da qual Moisés não diz nada ao falar de sacerdotes.
15. Isso fica ainda mais claro no momento em que surge, à semelhança de Melquisedec, um sacerdote diferente,
16. que não se tornou sacerdote por causa de uma filiação humana, mas pelo poder de uma vida indestrutível.
17. De fato, a Escritura testemunha sobre ele: "Você é sacerdote para sempre, segundo a ordem do sacerdócio de Melquisedec."
18. Assim, fica abolida a lei anterior, por ser fraca e inútil;
19. de fato, a Lei não levou nada à perfeição. Por outro lado, introduziu-se uma esperança melhor, graças à qual nos aproximamos de Deus.
20. Além do mais, isso não aconteceu sem juramento. Os outros se tornavam sacerdotes sem juramento;
21. Jesus, porém, recebeu um juramento de Deus, que lhe disse: "O Senhor jurou, e não voltará atrás: você é sacerdote para sempre."
22. Por essa razão, Jesus se tornou a garantia de uma aliança melhor.
23. Ainda mais: os filhos de Levi se tornaram sacerdotes em grande número, porque a morte os impedia de permanecer no cargo.
24. Jesus, porém, não deixará de ser sacerdote, porque permanece vivo para sempre.
25. Por essa razão, Jesus é capaz de salvar definitivamente aqueles que se dirigem a Deus por meio dele. De fato, Jesus está sempre vivo para interceder em favor deles.

JESUS É O MEDIADOR PERFEITO
26. Por isso, Jesus é o sumo sacerdote de quem tínhamos necessidade: santo, inocente, sem mancha, diferente dos pecadores e elevado acima dos céus.
27. Ele não precisa, como precisam os outros sumos sacerdotes, oferecer diariamente sacrifícios, antes pelos próprios pecados e depois pelos pecados do povo; porque ele, oferecendo-se a si mesmo, fez isso uma vez por todas.
28. A Lei constitui como sumos sacerdotes homens sujeitos à fraqueza humana; mas a palavra do juramento, que veio depois da Lei, constitui o Filho, que é perfeito para sempre.

[Hebreus 8]
2. UM SACERDÓCIO NOVO

Hebreus 8

O VERDADEIRO SANTUÁRIO
1. O ponto central de nossas explicações é este: nós temos um sumo sacerdote tão grande, que se assentou à direita do trono da Majestade de Deus no céu.
2. Ele é ministro do santuário e da verdadeira Tenda, que foi construída pelo Senhor, e não por um homem.
3. De fato, todo sumo sacerdote é constituído para oferecer dons e sacrifícios. Daí ser necessário que também ele tenha alguma coisa para oferecer.
4. Se Jesus estivesse na terra, ele nem sequer seria sacerdote, pois já existem aqueles que oferecem dons segundo a Lei.
5. Estes, porém, realizam um serviço que é imitação e sombra das realidades celestes, conforme aquilo que Deus disse a Moisés, quando este ia construir a Tenda: "Procure fazer tudo de acordo com o modelo que foi mostrado a você sobre a montanha."

A NOVA ALIANÇA
6. Jesus, porém, foi encarregado para um serviço sacerdotal superior, pois é mediador de uma aliança melhor, que promete melhores benefícios.
7. De fato, se a primeira aliança não tivesse defeito, nem haveria lugar para segunda aliança.
8. Mas Deus, queixando-se contra o seu povo, diz: "Eis que virão dias, fala o Senhor, nos quais concluirei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá.
9. Não será como a aliança que fiz com seus antepassados, no dia em que os tomei pela mão para fazê-los sair da terra do Egito. Uma vez que eles não foram fiéis à minha aliança, eu também não me preocupei mais com eles, diz o Senhor.
10. Esta é a aliança que vou concluir com a casa de Israel, depois daqueles dias, fala o Senhor: Porei minhas leis na mente deles e as imprimirei em seus corações; eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo.
11. Nenhum deles terá mais o que ensinar ao seu compatriota nem ao seu próprio irmão, dizendo: 'Conheça o Senhor!' Pois todos me conhecerão, desde o menor até o maior.
12. Porque eu vou perdoar as faltas deles e não me lembrarei mais dos seus pecados."
13. Dizendo "aliança nova", Deus declara que a primeira ficou antiquada; e aquilo que se torna antigo e envelhece, vai desaparecer logo.

[Hebreus 9]
Hebreus 9

O CULTO ANTIGO
1. A primeira aliança tinha normas para o culto e um santuário terrestre.
2. De fato, foi construída uma tenda: trata-se da primeira tenda, chamada "Santo"; e nela estavam o candelabro, a mesa e os pães da oferta.
3. Atrás do segundo véu havia outra tenda, chamada "Santo dos Santos".
4. Estavam aí o altar de ouro para o incenso, e a arca da aliança toda recoberta de ouro, na qual se encontrava uma urna de ouro que continha o maná, o bastão de Aarão, que tinha brotado, e as tábuas da aliança.
5. Sobre a arca estavam os querubins da Glória, que com sua sombra cobriam o lugar do perdão. Agora, porém, não é o momento de nos perdermos em pormenores.
6. Estando tudo assim disposto, os sacerdotes a todo momento entram na primeira tenda para celebrar o culto.
7. Na segunda tenda, porém, entra somente o sumo sacerdote uma vez por ano, levando o sangue que ele oferece por si mesmo e pelos pecados que o povo cometeu por ignorância.
8. Desse modo, o Espírito Santo pretendia mostrar que, enquanto existisse a primeira tenda, o caminho para o santuário ainda não estava aberto.
9. Trata-se de um símbolo do tempo presente. Nessa tenda são oferecidos dons e sacrifícios, que não podem tornar perfeita a consciência de quem os oferece.
10. Esses alimentos, bebidas e diferentes tipos de purificação com água, são apenas prescrições humanas, válidas até o tempo em que seriam corrigidas.

O CULTO NOVO E DEFINITIVO
11. Cristo, porém, veio como sumo sacerdote dos bens futuros. Ele atravessou uma tenda muito maior e mais perfeita, não construída por mãos humanas, isto é, ele atravessou uma tenda que não pertence a esta criação.
12. Ele entrou uma vez por todas no santuário, e não com sangue de bodes e novilhos, mas com o seu próprio sangue, depois de conseguir para nós uma libertação definitiva.
13. Sangue de bodes e de touros e cinzas de novilha, espalhadas sobre pessoas impuras, as santificam, concedendo-lhes uma pureza externa.
14. Muito mais o sangue de Cristo que, com um Espírito eterno, se ofereceu a Deus como vítima sem mancha! Ele purificará das obras da morte a nossa consciência, para que possamos servir ao Deus vivo.

O SANGUE DA NOVA ALIANÇA
15. Desse modo, ele é o mediador de uma nova aliança. Morrendo, nos livrou das faltas cometidas durante a primeira aliança, para que os chamados recebam a herança definitiva que foi prometida.
16. Onde existe testamento, é preciso que seja constatada a morte de quem fez o testamento.
17. Pois um testamento só tem valor depois da morte, e não tem efeito nenhum enquanto ainda vive aquele que fez o testamento.
18. É por isso que nem mesmo a primeira aliança foi inaugurada sem sangue.
19. Quando anunciou a todo o povo cada um dos mandamentos da Lei, Moisés pegou sangue de novilhos e bodes junto com água, lã vermelha e hissopo. Em seguida, borrifou primeiro o próprio livro e todo o povo.
20. E disse: "Este é o sangue da aliança que Deus faz com vocês."
21. Do mesmo modo, borrifou com sangue também a tenda e todos os objetos que serviam para fazer o culto.
22. E, segundo a Lei, quase todas as coisas são purificadas com sangue; e sem derramamento de sangue não existe perdão.
23. Portanto, as cópias das realidades celestes são purificadas dessa maneira; mas as próprias realidades celestes devem ser purificadas com sacrifícios maiores do que esses.

UMA VEZ POR TODAS
24. De fato, Cristo não entrou num santuário feito por mãos humanas, figura do verdadeiro santuário; ele entrou no próprio céu, a fim de apresentar-se agora diante de Deus em nosso favor.
25. Ele não teve que se oferecer muitas vezes, como o sumo sacerdote que todos os anos entra no santuário com sangue que não é seu.
26. Se assim fosse, ele deveria ter sofrido muitas vezes desde a criação do mundo. Entretanto, ele se manifestou uma vez por todas no fim dos tempos, abolindo o pecado pelo sacrifício de si mesmo.
27. E dado que os homens morrem uma só vez e depois disso vem o julgamento,
28. assim, também Cristo se ofereceu uma vez por todas, para tirar o pecado de muitos. Ele aparecerá uma segunda vez, sem nenhuma relação com o pecado, para aqueles que o esperam para a salvação.

[Hebreus 10]
Hebreus 10

UM SACRIFÍCIO ÚNICO
1. A Lei possui apenas uma sombra dos bens futuros, e não a realidade concreta das coisas. Por isso, mesmo oferecendo sacrifícios continuamente, ano após ano, a Lei não tem poder de conduzir à perfeição aqueles que participam de tais sacrifícios.
2. Caso contrário, será que não se teria parado de oferecer esses sacrifícios? De fato, os fiéis, purificados uma vez por todas, doravante não teriam mais nenhuma consciência dos pecados.
3. Contudo, por meio desses sacrifícios, a lembrança dos pecados é renovada ano após ano,
4. uma vez que é impossível eliminar os pecados com o sangue de touros e bodes.
5. Por esse motivo, ao entrar no mundo, Cristo disse: "Tu não quiseste sacrifício e oferta. Em vez disso, tu me deste um corpo.
6. Holocaustos e sacrifícios não são do teu agrado.
7. Por isso eu disse: Eis-me aqui, ó Deus - no rolo do livro está escrito a meu respeito - para fazer a tua vontade."
8. Primeiro diz: "Não queres e não te agradam sacrifícios e ofertas, holocaustos e sacrifícios pelo pecado." Trata-se de coisas que são oferecidas segundo a Lei.
9. Depois acrescenta: "Eis-me aqui para fazer a tua vontade". Desse modo, Cristo suprime o primeiro culto para estabelecer o segundo.
10. É por causa dessa vontade que nós fomos santificados pela oferta do corpo de Jesus Cristo, realizada uma vez por todas.
11. Cada sumo sacerdote se apresenta diariamente para celebrar o culto e oferecer muitas vezes os mesmos sacrifícios, que são incapazes de eliminar os pecados.
12. Jesus, porém, ofereceu um só sacrifício pelos pecados e se assentou à direita de Deus.
13. Doravante, ele espera apenas que seus inimigos sejam colocados debaixo de seus pés.
14. De fato, com uma só oferta ele tornou perfeitos para sempre os que ele santifica.
15. E é isso que o Espírito Santo atesta; de fato, após ter dito:
16. "Esta é a aliança que vou concluir com eles, depois daqueles dias, - diz o Senhor: Eu colocarei minhas leis em seus corações e as imprimirei na sua mente,
17. e não me lembrarei mais dos seus pecados e de suas faltas."
18. Ora, quando os pecados já foram perdoados, não é mais preciso fazer ofertas pelos pecados.

UNIDOS EM JESUS
19. Irmãos, com toda segurança podemos entrar no santuário, por meio do sangue de Jesus.
20. Ele inaugurou para nós esse caminho novo e vivo, através da cortina, isto é, da sua própria carne.
21. Temos um sacerdote eminente à frente da casa de Deus.
22. Aproximemo-nos, pois, de coração sincero, cheios de fé, com o coração purificado da má consciência e o corpo lavado com água pura.
23. Sem vacilar, mantenhamos a profissão da nossa esperança, pois aquele que fez a promessa é fiel.
24. Tenhamos consideração uns com os outros, para nos estimular no amor e nas boas obras.
25. Não deixemos de freqüentar as nossas reuniões, como alguns costumam deixar. Ao contrário, procuremos animar-nos sempre mais, principalmente agora que vocês estão vendo como se aproxima o Dia do Senhor.

O PERIGO DA APOSTASIA
26. De fato, se continuarmos pecando, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não há sacrifícios que possam tirar nossos pecados.
27. Fica apenas uma terrível espera do julgamento e o ardor de um fogo para devorar os rebeldes.
28. Quem desobedece à Lei de Moisés é condenado à morte sem piedade, tendo como base o testemunho de duas ou três pessoas.
29. Vocês então podem imaginar o castigo bem mais severo, que merecerá aquele que pisou o Filho de Deus, que profanou o sangue da aliança, pelo qual foi santificado, e que insultou o Espírito da graça!
30. Conhecemos aquele que disse: "A mim pertence a vingança, eu é que retribuirei." E ainda: "O Senhor julgará o seu povo."
31. É terrível cair nas mãos do Deus vivo!

NÃO PERCAM A CORAGEM!
32. Lembrem-se dos primeiros dias, depois que vocês foram iluminados: vocês tiveram que suportar uma grande e penosa luta,
33. ora expostos publicamente a insultos e tribulações, ora tornando-se solidários com aqueles que assim eram tratados.
34. De fato, vocês participaram do sofrimento dos prisioneiros e aceitaram com alegria ser despojados dos próprios bens, sabendo que possuíam bens, que são melhores e mais duráveis.
35. Portanto, não percam agora a coragem, para a qual está reservada uma grande recompensa.
36. Vocês necessitam apenas de perseverança, a fim de cumprirem a vontade de Deus, e assim alcançarem o que ele prometeu.
37. Porque, falta apenas um pouco, e aquele que deve vir vai chegar e não tardará.
38. O meu justo vive pela fé; mas, se ele volta atrás, nele eu não encontro mais nenhuma satisfação.
39. Nós, porém, não somos como aqueles que voltam atrás para se perder, mas somos homens de fé, para salvar a nossa vida.

[Hebreus 11]
FÉ E PERSEVERANÇA

1. FÉ E TESTEMUNHO

Hebreus 11

O QUE É A FÉ
1. A fé é um modo de já possuir aquilo que se espera, é um meio de conhecer realidades que não se vêem.

UM POVO QUE VIVEU DA FÉ
2. Foi por causa da fé que os antigos foram aprovados por Deus.
3. Pela fé, sabemos que a Palavra de Deus formou os mundos; foi assim que aquilo que vemos originou-se de coisas invisíveis.
4. Pela fé, Abel ofereceu a Deus um sacrifício melhor que o de Caim. E por causa da fé, ele foi declarado justo, e o próprio Deus afirmou que aceitava os seus dons. Embora estando morto, Abel continua falando pela sua fé.
5. Pela fé, Henoc foi levado embora, para que não experimentasse a morte. E não foi mais encontrado, porque Deus o levou; e antes de ser levado, foi dito que ele agradava a Deus.
6. Mas é impossível agradar a Deus sem a fé. De fato, quem se aproxima de Deus, deve acreditar que ele existe e que recompensa aqueles que o procuram.
7. Pela fé, ao ser avisado divinamente sobre coisas que ainda não via, Noé levou isso a sério, e construiu uma arca para salvar a sua família. Por essa fé, ele condenou o mundo e se tornou herdeiro da justiça que provém da fé.
8. Pela fé, Abraão, chamado por Deus, obedeceu e partiu para um lugar que deveria receber como herança. E partiu sem saber para onde.
9. Pela fé, ele foi residir como estrangeiro na terra prometida. Morou em tendas juntamente com Isaac e Jacó, que também eram herdeiros da mesma promessa.
10. Abraão esperava a cidade bem alicerçada, cujo arquiteto e construtor é o próprio Deus.
11. Foi pela fé que também Sara, embora sendo velha, se tornou capaz de ter uma descendência, pois ela acreditou em Deus, que lhe havia prometido isso.
12. Assim, de um só homem, que estava praticamente morto, nasceu uma descendência tão numerosa como as estrelas do céu e tão numerosa como os grãos de areia da praia do mar.
13. Todos eles morreram na fé. Não conseguiram a realização das promessas, mas só as viram e saudaram de longe; e confessaram que eram estrangeiros e peregrinos sobre a terra.
14. Falando assim, eles demonstraram que estavam em busca de uma pátria.
15. Se eles estivessem pensando que essa pátria era aquela de onde tinham saído, teriam a possibilidade de voltar para lá.
16. Mas não; eles aspiravam por uma pátria melhor, isto é, a pátria celeste. Por isso, Deus não se envergonha de ser chamado de Deus deles; na verdade, Deus preparou uma cidade para eles.
17. Pela fé, Abraão, submetido à prova, ofereceu Isaac; e justamente ele, que havia recebido as promessas, ofereceu seu único filho,
18. do qual fora dito: "Em Isaac você terá uma descendência que levará o nome de você mesmo."
19. De fato, Abraão pensava que Deus é capaz de ressuscitar os mortos. Por isso, Abraão recuperou o seu filho. E isso se tornou um símbolo.
20. Pela fé, Isaac abençoou Jacó e Esaú, também a respeito de coisas futuras.
21. Pela fé, Jacó, agonizante, abençoou cada um dos filhos de José, e se prostrou, apoiando-se na extremidade do bastão.
22. Pela fé, José mencionou, já no fim da vida, o êxodo dos filhos de Israel, e deu ordens sobre o que deveria ser feito com o seu cadáver.
23. Pela fé, Moisés recém-nascido foi escondido pelos seus pais durante três meses, porque viram que o menino era bonito. Eles não temeram o decreto do rei.
24. Pela fé, quando já era adulto, Moisés recusou ser chamado filho da filha do faraó;
25. preferiu ser maltratado com o povo de Deus, a gozar por pouco tempo os prazeres do pecado.
26. Fez isso porque considerava a humilhação de Cristo uma riqueza maior do que os tesouros do Egito; de fato, ele olhava para a recompensa.
27. Pela fé, Moisés deixou o Egito, sem temer a ira do rei; permaneceu firme, como se visse o invisível.
28. Pela fé, ele celebrou a Páscoa e marcou as portas com sangue, para que o exterminador não matasse os primogênitos de Israel.
29. Pela fé, atravessaram o mar Vermelho como se fosse terra seca, enquanto os egípcios, tentando fazer o mesmo, se afogaram.
30. Pela fé, caíram os muros de Jericó, após as voltas ao seu redor durante sete dias.
31. Pela fé, a prostituta Raab não morreu com os incrédulos, porque ela acolheu bem os espiões israelitas.
32. O que mais posso dizer? Eu não teria tempo, se quisesse falar de Gedeão, de Barac, de Sansão, de Jefté, de Davi, de Samuel e dos profetas.
33. Graças à fé, eles conquistaram reinos, implantaram a justiça, alcançaram as promessas, taparam a goela dos leões,
34. apagaram a violência do fogo, escaparam ao fio da espada, extraíram força da sua própria fraqueza, mostraram-se valentes na guerra e expulsaram invasores estrangeiros.
35. E algumas mulheres recuperaram seus mortos, por meio da ressurreição. Outros foram esquartejados, recusando a libertação que lhes era oferecida, a fim de alcançarem uma ressurreição mais valiosa.
36. Outros, enfim, foram humilhados e surrados, amarrados e jogados na prisão.
37. Foram apedrejados, serrados ao meio, mortos a fio de espada. Andaram errantes, vestidos de pele de ovelha e de cabra, necessitados, atribulados, maltratados.
38. Esses homens tinham que vagar por desertos e montanhas, e refugiar-se em grutas e buracos. O mundo não era digno deles!
39. Todos eles foram aprovados por Deus por causa da fé que tinham. Mas nenhum deles alcançou a promessa.
40. Deus preparou para nós algo melhor, a fim de que, sem nós, eles não obtivessem a perfeição.

[Hebreus 12]
2. PERSEVERANÇA

Hebreus 12

OLHOS FIXOS EM JESUS
1. Portanto, estamos rodeados dessa grande nuvem de testemunhas. Deixemos de lado tudo o que nos atrapalha e o pecado que se agarra em nós. Corramos com perseverança na corrida,
2. mantendo os olhos fixos em Jesus, autor e consumador da fé. Em troca da alegria que lhe era proposta, ele se submeteu à cruz, desprezando a vergonha, e se assentou à direita do trono de Deus.
3. Para que vocês não se cansem e não percam o ânimo, pensem atentamente em Jesus, que suportou contra si tão grande hostilidade por parte dos pecadores.

DEUS NOS TRATA COMO FILHOS
4. Vocês ainda não resistiram até o derramamento do sangue na luta contra o pecado,
5. e já se esqueceram da exortação que lhes foi dirigida como a filhos: "Meu filho, não despreze a correção do Senhor e não perca o ânimo quando for repreendido por ele;
6. pois o Senhor corrige a quem ele ama e castiga a quem aceita como filho."
7. Em vista da educação é que vocês sofrem. Deus trata-os como filhos. E qual é o filho que não é corrigido pelo pai?
8. Pelo contrário, se vocês não são corrigidos como acontece com todos, então vocês são bastardos e não filhos.
9. Ademais, tivemos nossos pais humanos como educadores, e os respeitamos. Será que não devemos submeter-nos muito mais ao Pai dos espíritos para termos a vida?
10. Nossos pais humanos, por pouco tempo, nos corrigiam, como melhor lhes parecia; Deus, porém, nos corrige para o nosso bem, a fim de que sejamos participantes da sua própria santidade.
11. Na hora, qualquer correção parece não ser motivo de alegria, mas de tristeza; porém, mais tarde, ela produz um fruto de paz e de justiça naqueles que foram corrigidos.
12. Por isso, levantem as mãos cansadas e fortaleçam os joelhos enfraquecidos.
13. Endireitem os caminhos por onde terão que passar, a fim de que o aleijado não manque, mas seja curado.

ENDIREITAR OS CAMINHOS

NÃO VOLTEM ATRÁS
14. Procurem estar em paz com todos. Progridam na santidade, porque sem ela ninguém verá o Senhor.
15. Vigiem para que ninguém abandone a graça de Deus. Que nenhuma raiz venenosa cresça no meio de vocês, provocando perturbação e contaminando a comunidade.
16. Não haja nenhum fornicador ou profanador, como Esaú que vendeu seus direitos de filho primogênito em troca de um prato de comida.
17. E vocês bem sabem que a seguir ele foi rejeitado, quando quis obter a bênção como herança, porque não encontrou a possibilidade de seu pai mudar a decisão, embora ele pedisse isso com lágrimas.

NÃO REJEITEM O DOM DE DEUS
18. Vocês não se aproximaram de uma realidade palpável. Ali havia fogo ardente, escuridão, trevas, tempestade,
19. som de trombeta e ruído de palavras. E as pessoas que ouviram isso, suplicaram que Deus não dissesse mais nada,
20. pois eles não suportavam o que fora ordenado: "Até um animal será apedrejado se tocar a montanha."
21. Eles ficaram tão espantados com esse espetáculo, que Moisés disse: "Estou apavorado e com medo."
22. Entretanto, vocês se aproximaram do monte Sião e da Jerusalém celeste, a cidade do Deus vivo. Vocês se aproximaram de milhares de anjos reunidos em festa,
23. e da assembléia dos primogênitos, que têm o nome inscrito no céu. Vocês se aproximaram de Deus, que é juiz de todos. Vocês se aproximaram dos espíritos justos que chegaram à meta final,
24. e de Jesus, o mediador de uma nova aliança. Vocês se aproximaram do sangue da aspersão, que fala muito mais alto que o sangue de Abel.
25. Cuidado! Não deixem de escutar aquele que fala a vocês. As pessoas que recusaram escutar aquele que as advertia na terra, não escaparam do castigo. E menos ainda escaparemos nós do castigo, se nos afastarmos de quem nos fala do alto do céu.
26. Aquele, cuja voz um dia abalou a terra, agora diz: "Mais uma vez farei estremecer, não somente a terra, mas também o céu".
27. A expressão "mais uma vez" anuncia o desaparecimento de tudo aquilo que participa da instabilidade do mundo criado, para que permaneça só o que é inabalável.
28. Já que recebemos um reino inabalável, conservemos bem essa graça. Por meio dela, sirvamos a Deus de tal modo que o agrademos, isto é, com respeito e temor.
29. Pois o nosso Deus é um fogo devorador.

[Hebreus 13]
Hebreus 13

AMAR DE MODO CONCRETO
1. Perseverem no amor fraterno.
2. Não se esqueçam da hospitalidade, pois algumas pessoas, graças a ela, sem saber acolheram anjos.
3. Lembrem-se dos presos, como se vocês estivessem na prisão com eles. Lembrem-se dos que são torturados, pois vocês também têm um corpo.
4. Que todos respeitem o matrimônio e não desonrem o leito nupcial, pois Deus julgará os libertinos e adúlteros.
5. Que a conduta de vocês não seja inspirada pelo amor ao dinheiro. Cada um fique satisfeito com o que tem, pois Deus disse: "Eu nunca deixarei você, nunca o abandonarei."
6. Assim, podemos dizer com ânimo: "O Senhor está comigo, eu não temo. O que é que me poderá fazer um homem?"
7. Lembrem-se dos dirigentes, que ensinaram a vocês a Palavra de Deus. Imitem a fé que eles tinham, tendo presente como eles morreram.

O VERDADEIRO CULTO
8. Jesus Cristo é o mesmo, ontem e hoje, e será sempre o mesmo.
9. Não se deixem levar por nenhum tipo de doutrinas estranhas. O bom mesmo é fortalecer o coração pela graça, e não com regras alimentares, que de nada serviam para quem as observava.
10. Nós temos um altar, do qual não têm direito de comer aqueles que ainda servem na Tenda.
11. De fato, depois que o sumo sacerdote oferece o sangue no santuário pelos pecados do povo, os corpos dos animais oferecidos em sacrifício são queimados fora do recinto sagrado.
12. Por esse motivo, também Jesus sofreu sua paixão fora de Jerusalém, quando purificou o povo com o seu próprio sangue.
13. Portanto, saiamos também do recinto sagrado para ir ao encontro de Jesus, carregando a humilhação dele.
14. Pois nós não temos aqui a nossa pátria definitiva, mas buscamos a pátria futura.
15. Portanto, ofereçamos continuamente, por meio de Jesus, um sacrifício de louvor a Deus, isto é, o fruto de lábios que confessam o seu nome.
16. Não se esqueçam de ser generosos, e saibam repartir com os outros, porque tais são os sacrifícios que agradam a Deus.

DEDICAR-SE AO BEM DE TODOS
17. Respeitem os dirigentes e sejam dóceis a eles, pois eles se dedicam pelo bem de vocês e terão que prestar contas disso. Assim, eles poderão fazê-lo com alegria e não gemendo, o que não seria vantajoso para vocês.
18. Rezem por nós, pois acreditamos que nossas intenções são puras e só queremos agir bem em tudo.
19. Rezem com insistência ainda maior para que eu possa voltar até vocês o quanto antes.

CONCLUSÃO
20. O Deus da paz, que ressuscitou dos mortos a Jesus nosso Senhor, que é o pastor supremo das ovelhas por ter derramado o sangue da aliança eterna,
21. que Deus torne vocês perfeitos em todo bem. Assim poderão cumprir a vontade dele, realizando em vocês aquilo que agrada a Deus, por meio de Jesus Cristo. A ele seja dada a glória para sempre. Amém.

SAUDAÇÕES
22. Irmãos, peço que vocês acolham esta palavra de exortação. Foi por causa disso que lhes escrevi poucas palavras.
23. Quero informar-lhes que nosso irmão Timóteo foi posto em liberdade. Se ele vier logo, eu o levarei comigo quando for aí para ver vocês.
24. Saudações a todos os dirigentes e a todos os cristãos. Os da Itália mandam saudações para vocês.
25. Que a graça esteja com todos vocês.

Send this page to a friend

St. Takla Church - Main IndexIndex of Novo Testamento - BÍBLIA ON-LINE - Portuguese Bible (Brazil)

Like & share St-Takla.org

_


© Saint Takla Haymanout Website: Coptic Orhtodox Church - Alexandria, Egypt / URL: http://St-Takla.org / Contact us at

http://st-takla.org/Bibles/Portuguese-Bible/02-Novo-Testamento/19-hebreus.html